IMAGEM DOS POVOS – MULHERES

Imagem dos Povos dedica a edição de 2018 ao protagonismo feminino na produção audiovisual. 43 filmes escolhidos trazem mulheres como diretoras, roteiristas, produtoras e atrizes em papeis de destaque.

As mulheres do audiovisual têm se manifestado fortemente em todos os principais acontecimentos mundiais do setor contra a forma com que foram tratadas, por décadas, pela indústria. Elas exigem ser respeitadas como sujeitos e como profissionais. Elas exigem igualdade de oportunidades e de condições de trabalho. Elas exigem remuneração igual aos homens. E elas exigem assumir o protagonismo e contar suas histórias.

Imagem dos Povos exibe, desde sua origem em 2005, produções protagonizadas por mulheres. Isso deve-se a própria natureza do festival que aborda a diversidade humana e cultural como conteúdo audiovisual.

Em 2018, em consonância com o movimento das mulheres profissionais do setor, resolvemos ir além e realizar uma edição exclusivamente dedicada ao protagonismo feminino na produção audiovisual.

Os filmes escolhidos trazem mulheres como diretoras, roteiristas, produtoras e atrizes em papeis de destaque. São narrativas femininas ganhando as telas.

A imagem-símbolo da Mostra esse ano é um rosto formado por traços de cinco mulheres: Carolina de Jesus, Bárbara de Alencar, Patrícia Galvão – Pagu, Maria Bonita e Tuira Kayapó. Elas representam mulheres que fizeram história no seu tempo e são, por isso, inspiração e conteúdo para mulheres que contam histórias. A essas, somam-se milhares de mulheres com histórias fascinantes a serem contadas: cientistas, ativistas, engenheiras, cantoras, agricultoras, filósofas, médicas, bordadeiras, esportistas, aventureiras, escritoras, poetisas, musicistas, seringueiras, professoras, presidentas e também, diretoras, roteiristas, fotógrafas, atrizes, produtoras, montadoras…

As mulheres que fazem história são também as mulheres que contam histórias. E para que suas vidas exemplares sejam reconhecidas e as mulheres assumam o protagonismo das narrativas, estamos nos unindo ao chamado: Seja como Mulher, Faça História!

A programação

A mostra é composta de três Programas – Panorama da Produção Audiovisual, Profissionais em Destaque e Cinemateca Alice Guy-Blaché; e quatro Master Classes.

O programa Panorama apresenta filmes nacionais e internacionais de produção recente dirigidos por mulheres, exibindo os primeiros longas das jovens diretoras Cristiane Oliveira e Alice Riff e  consagradas profissionais como Eliane Caffé, Helena Ignez e Naomi Kawase. O destaque para a produção local fica com o filme A Cidade Onde Envelheço de Marília Rocha. Duas pré-estreias esquentam as noites da mostra: A Moça do Calendário de Helena Ignez e o As Boas Maneiras de Juliana Rojas e Marco Dutra.

O programa Profissionais em Destaque expõe obras das ministrantes das Master Classes sendo O Processo da diretora Maria Augusta Ramos, Como nossos Pais da produtora Débora Ivanov, Três Minutos e Quem é Primavera das Neves da diretora Ana Luiza Azevedo e Elena da diretora de arte de Martha Kiss Perrone.

O programa Cinemateca revela Alice Guy-Blaché, a primeira cineasta a dirigir filmes de ficção no mundo e a ter seu próprio estúdio cinematográfico, que permaneceu inexplicavelmente durante décadas excluída da história do cinema.

As Master Classes abordam o processo criativo das profissionais convidadas que são destaque em suas áreas e são voltadas aos profissionais do setor audiovisual em Minas Gerais. Cabe ressaltar que o setor cresceu impulsionado pela política de audiovisual adotada nos últimos 15 anos no país e no momento temos dezenas de produções em fase de desenvolvimento, produção e finalização no estado.

Sejam bem-vindas e bem-vindos ao Imagem dos Povos 2018!

Tâmara Braga, Maíz d’Assumpção e Adyr Assumpção

Idealização | Realização | Curadoria | Direção

IMAGEM DOS POVOS MULHERES